Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007
Igreja de Fiães

                          

Localiza-se no lugar do convento, freguesia de Fiães.

A sua construção deu-se no séc XII, mas com o passar de tempo e das várias ordens que lá existiram, apenas um capitel duplo existe desse primeiro claustro.

Em 1834, o mosteiro foi extinto, passando para posse de privados, que procederam à destruição das alas do mosteiro.

A partir das décadas de 50 e 60 do séc.XX,  foram efectuadas obras de restauro, que não alteraram significativamente a maioria dos seus elementos medievais.

 

 

 


tags: ,

publicado por melgacense às 23:01
link do post | comentar | favorito

Ponte Nova da Cava da Velha

                       

Localiza-se no lugar da Açoreira, na freguesia de Castro Laboreiro.

Pertencia à estrada municipal que existia em 1960, mas foi construída pelos romanos, com o objectivo de fazer progredir a romanização e o avançar das tropas.

É composta por dois arcos de volta perfeita, de largura desigual entre si, talvez devido à necessidade de um acrescento da ponte.

 

 



publicado por melgacense às 01:13
link do post | comentar | favorito

Igreja Matriz de Castro Laboreiro

                       

 Localiza-se no centro da "vila" de Castro Laboreiro.

Invocada à Nossa Senhora da Visitação, nela ainda podemos ver vestígios da sua construção primitiva que data do séc. XIX, com elementos pré-românicos e góticos.

Possui apenas uma nave, debaixo da qual, a entrada do lado direito, se localiza uma pia baptismal românica, com uma bela decoração.

Destaca-se um relógio de sol, com as horas em numeração romana. 

 

 



publicado por melgacense às 01:00
link do post | comentar | favorito

Castelo de Castro Laboreiro

                         

Localiza-se a quase 1000 metros de altitude, na frequesia de Castro Laboreiro, em pleno Parque Nacional Peneda Gerês.

Teve funções defensivas desde o início da criação da nação, e apesar de já existir antes disso, tornou-se português em 1141.

Era composto por três patios e uma torre de menagem, a qual devido ao rebentamento de um paiol de polvóra foi destruída.

Até hoje espera-se a reconstrução e o melhoramento da torre e das muralhas, mas com a justificação que está deslocado da civilização tal não tem acontecido.

 

  



publicado por melgacense às 00:59
link do post | comentar | favorito

Castelo de Melgaço

                                          

  

Construído em 1170, por ordem de D. Afonso Henriques, o castelo apresenta uma planta circular, pouco vulgar em Portugal. Três torreões tinham a missão de defender a fortaleza, coroada por uma central torre de menagem com varandim, à qual muito dificilmente o inimigo acedia.
O castelo está compartimentado em três pátios e tem duas portas de diferentes dimensões. A maior abre-se sobre um pátio com cisterna, dando acesso ao que poderá ser a alcaidaria e a outra é, claramente, uma porta secundária.
A cerca que protegia a vila, e da qual ainda subsistem alguns panos, foi construída em 1263 por D. Afonso III.

 

 

 

 


tags: ,

publicado por melgacense às 00:58
link do post | comentar | favorito

Vila

                                        

Padroeira: Santa Maria da Porta.

População: 1.275 habitantes 

Sectores laborais: Comércio, indústria, serviços e hotelaria.

Feiras: Semanal, às sextas-feiras.

Tradições festivas: Nossa Senhora da  Orada (Quinta-Feira da Ascensão), S. Brás  (3 de Fevereiro) e Nossa Senhora da  Pastoriza (Agosto).

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Castelo de Melgaço, Centro Histórico, igrejas Matriz e da Misericórdia, capelas de Nossa Senhora da Orada e de Santo Cristo, Quinta da Calçada, cruzeiros de S. Julião e de Santo Cristo e Convento das Carvalhiças, Margens do rio Minho.

Gastronomia: Arroz de lampreia, cabrito assado no forno com batatas e salmão do rio Minho.

 

 

 



publicado por melgacense às 00:54
link do post | comentar | favorito

S.Paio

                                        

Padroeiro: São Paio.

População: 636 habitantes

Sectores laborais: Agricultura e pecuária, vinicultura, pequeno comércio e pequena indústria.

Tradições festivas: Senhora de Fátima (Agosto), S. Paio (26 de Junho), S. Bento (Agosto), Santo André (Agosto) e Senhora do Amparo (1º domingo após a Páscoa).

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Igreja e cruzeiro paroquiais, cruzeiro do Regueiro, capelas da Senhora dos Aflitos de S. Bento e de Santo André, Miradouro do Cavaleiro Alvo, margens e moinhos e Azenhas no rio Canles.

Gastronomia: Cabrito à moda da terra, enchidos de porco e presunto caseiro

 

 

 



publicado por melgacense às 00:47
link do post | comentar | favorito

Roussas

                                        

Padroeira: Santa Marinha.

População: 1.137 habitantes 

Sectores laborais: Agricultura e pecuária, apicultura e pequeno comércio.

Tradições festivas: Santa Marinha (18 de Julho), Santa Rita (50 dias após a Páscoa), e Cavaleiros (1 de Agosto).

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Igreja paroquial e capelas do Preto e de Santa Rita, Lugar do Crasto e monte de Santa Rita.

Artesanato: Bordados em linho.

Gastronomia: Cozido à portuguesa, Enchidos de porco (fumeiro), Cabrito serrano.

 

 

 



publicado por melgacense às 00:29
link do post | comentar | favorito

Remoães

                                        

Padroeiro: S. João Baptista.

População:  124 habitantes

Sectores laborais: Agricultura, pecuária, vinicultura, pesca fluvial e extracção de madeira.. 

Tradições festivas: Nossa Senhora das Candeias (2 de Fevereiro) e S. João Baptista (24 de Junho).

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Igreja paroquial, Ponte da Folia, Quinta do Pombal e dos Cavencas, Termas de Melgaço, margens e pesqueiras do rio Minho, Praia fluvial Pelinha e monte de Prado.

Valores gastronómicos: Lampreia

 

 

 



publicado por melgacense às 00:26
link do post | comentar | favorito

Prado

                                        

Padroeiro: S. Lourenço.

População: 462habitantes 

Sectores laborais: Agricultura e pecuária, pequeno comércio e pequena indústria.

Tradições festivas: Santo Amaro (15 de Janeiro) e S. Lourenço (10 de Agosto).

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Igreja paroquial, capelas da Serra, de Santa Bárbara e de Santo Amaro, Margens e pesqueiros no rio Minho e Monte de Prado.

Gastronomia: Arroz de lampreia, trutas, salmão, sável

 

 

 



publicado por melgacense às 00:21
link do post | comentar | favorito

Penso

                                        

Padroeiro: S. Tiago.

População: 559 habitantes

Sectores laborais:   Agricultura e pecuária, vinicultura, pequeno comércio e pesca fluvial.

Tradições festivas: S. Bartolomeu (24 de Agosto), S. Tomé (Agosto), S. Tiago (25 Julho), Sta. Comba (Agosto) e Sra. da Cabeça.

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Igreja paroquial, cruzeiro do Crasto e Capela de S. Tomé, Monte de S. Tomé e margens do rio Minho.

Gastronomia: Arroz de lampreia, salmão e sável à moda de Penso

 

 

 



publicado por melgacense às 00:17
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
15

16

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Espaço Memória e Fronteir...

Museu de Cinema de Melgaç...

Capela de Nossa Senhora d...

Igreja de Paderne

Igreja de Fiães

arquivos

Setembro 2007

tags

todas as tags

links
pesquisar